Brasil

Overview

English

No Brasil, o maior país da América do Sul, com uma população de 200 milhões de habitantes, quase uma em cada dez pessoas ainda vive na pobreza. Embora mudanças demográficas positivas estejam ganhando força com milhões de brasileiros entrando na classe média, muitas famílias continuam vulneráveis até mesmo a pequenos impactos econômicos diante de meios de subsistência e economias locais instáveis.

Enquanto a desigualdade ameaça o futuro do Brasil, o seu forte setor privado representa um trunfo para um crescimento econômico inclusivo. A sociedade e o setor público brasileiro têm a capacidade de identificar e replicar modelos de sucesso para o desenvolvimento, e a TechnoServe está bem posicionada para ajudar a criar parcerias público-privadas que demonstrem melhorias mensuráveis e sustentáveis nas vidas das pessoas. Há mais de cinco anos, a TechnoServe trabalha com empresas líderes em diversos setores, como Anglo American, AB Inbev, Fundação Walmart, Coopfam e Cooxupé, para alavancar o poder do setor privado de modo a catalisar um novo futuro para os empreendedores, trabalhadores e agricultores brasileiros.

Projetos em campo

Além da Extração

A TechnoServe, a Anglo American e o Banco Interamericano de Desenvolvimento estão colaborando em uma parceria público-privada regional para construir um desenvolvimento econômico localmente adaptado às comunidades nas operações de mineração da Anglo American no Brasil, Chile e Peru.

Clique aqui para saber mais sobre o projeto no Brasil: www.programacrescer.org

Catalisação do Crescimento Econômico nas Comunidades Mineiras do Brasil

Em 2014, a TechnoServe fez uma parceria com a Anglo American para implementar o programa Avançar, uma iniciativa para impulsionar o crescimento econômico em torno das operações de nióbio e fosfato da Anglo American em Catalão e Ouvidor, em Goiás. Até o fim do projeto em 2016, este programa ajudou mais de 150 participantes de três diferentes grupos: empresas locais que fornecem produtos e serviços à Anglo American, outras empresas rurais e urbanas e jovens adultos que desejam iniciar sua carreira profissional ou empreender um novo negócio. O programa auxiliou empresas que representam mais de 550 empregos locais e contribuiu para a criação de 56 novas oportunidades de emprego.

Em 2015, uma nova fase do Avançar foi iniciado nas comunidades ao redor da operação de níquel da Anglo American em Barro Alto, Goiás. Por meio de um treinamento voltado a habilidades fundamentais para os negócios, os participantes, 46% dos quais eram mulheres, conseguiram aumentar suas receitas em uma média de 16% e criar 27 novos empregos, apesar da desaceleração econômica no país. Nos próximos três anos, espera-se que essas empresas produzam aproximadamente US$ 5 milhões, fortalecendo ainda mais a economia local.

Além de fortalecer e diversificar tais economias apoiando empresas locais além do setor de mineração, a TechnoServe e a Anglo American estão trabalhando para manter mais do valor gerado pelas atividades de mineração nas comunidades locais, desenvolvendo uma estratégia de aquisição local para as operações extrativistas. Ao analisar as aquisições da Anglo American em relação às oportunidades de aquisição nas comunidades locais, a TechnoServe criou um plano de ação sólido para ajudar os fornecedores locais a cumprir a qualidade, o volume, o preço, a saúde e a segurança, entre outras exigências necessárias para integrar a cadeia de fornecimento formal da mineração.

Uso de plataformas de treinamento digitais para escalonar a produção de mel premium

No Piauí, na região norte, a produção de mel representa uma importante fonte de renda para os agricultores que vivem na pobreza rural. À medida que a demanda do mercado por mel certificado aumenta mundialmente, a mudança para a produção orgânica e de comércio justo pode ajudar os agricultores a explorar mercados e preços premium. No entanto, os agricultores não têm conhecimento técnico para implementar práticas de produção certificadas, que exigem conformidade com complexas normas internacionais. Devido à dispersão dos agricultores em vastas regiões geográficas, muitas vezes remotas, os programas de treinamento para fornecer aos agricultores as habilidades das quais necessitam não são eficazes em termos de custos e, em última instância, se mostraram insustentáveis. Em 2013, a TechnoServe e a Fundação Walmart lançaram uma iniciativa para conduzir novos métodos digitais de treinamento para pequenos e médios agricultores com potencial para fornecer mel a cadeias varejistas com alto nível de exigência. A TechnoServe começou fornecendo treinamento presencial para comunidades produtoras de mel e, em seguida, desenvolveu módulos de treinamento que foram enviados por mensagens SMS aos telefones dos agricultores em momentos importantes durante todas as etapas de produção. Concebida sob medida, essa metodologia de treinamento digital foi capaz de fornecer um treinamento inclusivo e de qualidade em escala, utilizando um modelo sustentável e econômico. Até o fim do projeto em 2015, a TechnoServe treinou 6.250 produtores de mel em práticas agronômicas e pós-colheita sustentáveis, ajudando a melhorar a capacidade e qualidade produtivas e a explorar o mercado de varejo formal para mel premium.

Integração de pequenos agricultores reassentados em cadeias de fornecimento formais por meio de inovações no financiamento

Em 2011, a TechnoServe, o Instituto Ventura e a empresa de alimentos Inaceres se uniram para catalisar o crescimento econômico dos pequenos agricultores no Brasil, desenvolvendo um modelo sustentável, inclusivo e competitivo de sistema de produção de palmito. A iniciativa forneceu assistência técnica a associações de pequenos produtores, treinando-os em habilidades comerciais e agrícolas necessárias para que eles pudessem fornecer serviços, insumos, sementes e conexões de mercado a seus pequenos agricultores associados. Com a operação da associação aprimorada, as organizações participantes ajudaram suas comunidades a plantar 70.000 novas mudas. A fim de assegurar que tais melhorias fossem sustentadas após o fim do projeto, a TechnoServe trabalhou com o Instituto Ventura para fornecer crédito aos pequenos agricultores, permitindo que os agricultores de reassentamentos da reforma agrária mantivessem a expansão e as melhorias necessárias para vender a compradores formais como a Inaceres. O projeto também ajudou as organizações de produtores a acessar outras fontes de financiamento formais para garantir o crescimento sustentado no longo prazo. No fim do ciclo de vida de dois anos do projeto, a TechnoServe intermediou 14 contratos que ajudaram a integrar pequenos agricultores à cadeia de fornecimento da Inaceres.

Plataforma Global de Café

Mundialmente, a demanda por café está aumentando. No entanto, a produção de café nas fazendas não é economicamente viável para muitos pequenos agricultores, colocando em risco a subsistência de muitos produtores de café, suas famílias e comunidades. Em 2017, a Plataforma Global do Café (GCP) e a TechnoServe identificaram a viabilidade econômica da cafeicultura como uma questão crucial para tratar da sustentabilidade do setor no longo prazo. Ao perceber que os dados coletados ao longo dos anos eram muitas vezes inconsistentes e desafiadores para tirar conclusões, a GCP e a TechnoServe desenvolveram e publicaram uma análise rápida sobre a produção de café de pequenos produtores e identificou oportunidades de benefícios potenciais para os cafeicultores a partir da melhora da lucratividade agrícola e do aumento da eficiência ao longo do cadeia de fornecimento. O estudo ocorreu em onze países: Brasil; Colômbia; Honduras; Nicarágua; Peru; Indonésia; Vietnã; Etiópia; Quênia; Tanzânia e Uganda. Ele foi apresentado e bem recebido no Fórum Mundial de Produtores de Café, em Medellín, e incorporou o feedback dos principais stakeholders nacionais e regionais. O estudo teve como objetivo definir e priorizar as questões de maior importância para o setor e as ações a serem adotadas, além de escalonar os aprendizados para auxiliar os agricultores a priorizar medidas com potencial de ampliar a lucratividade da fazenda.

Fortalecendo organizações de grupo para um futuro melhor em Brumadinho

No sudeste brasileiro, a TechnoServe e a Fundação Vale lançaram o programa AGIR (Apoio à Geração e Incremento de Renda) em setembro de 2018. O programa trabalha com várias comunidades no município de Brumadinho, apoiando o crescimento da economia local com foco em setores-chave e oferecendo treinamento e apoio ao empreendedorismo. As comunidades participantes variam de urbanas a rurais, todas inseridas dentro das áreas de influência das operações de mineração da Vale. Ao capitalizar as oportunidades de mercado que fazem sentido para cada contexto local - do turismo, agricultura e insumos para cadeias de fornecimento de mineração à gastronomia - essas economias podem diversificar e fortalecer os meios de subsistência locais. O AGIR já treinou 210 participantes em sua primeira fase, fortalecendo empreendedores individuais e grupos produtivos. Na segunda fase, quatro grupos produtivos receberão apoio individualizado para melhorar seus negócios e habilidades técnicas, além de desenvolver e lançar robustos planos de negócios.

On The Ground

Contact

TechnoServe Brasil

Mônica Coutinho

Country Manager 
mcoutinho@tns.org

Resources